Negócios

Economia Colaborativa: O que é, e porque ela está mudando o consumo?

Equipe
Escrito por Equipe
Economia Colaborativa: O que é, e porque ela está mudando o consumo?
Junte-se a mais de 12 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Uber, Airbnb e Kickstarter são exemplos de economia colaborativa. Você sabe o que significa esse termo? E você sabia que os tradicionais consórcios são tipos de economia colaborativa? Leia este artigo e contaremos tudo!

Por todo o mundo, os aplicativos de economia colaborativa foram se tornando famosos. Além desses três que vamos detalhar melhor hoje, há os aplicativos como o iFood, o OLX e o Tri Advisor.

A economia colaborativa está mudando o mercado de várias formas. Além de mudar a forma como fazemos relações comerciais, também é um novo ramo de empreendedorismo.

Ok, mas o que significa economia colaborativa?

Fique atento ao artigo que explicaremos tudo a você.

Qualquer dúvida que surgir, você pode deixar nos comentários.

Tenha uma boa leitura 🙂

Hoje você lerá os seguintes tópicos:

O que é economia colaborativa

economia-colaborativa-o-que-e
Conheça a definição de economia colaborativa!

Economia colaborativa é o termo utilizado para um tipo de ecossistema sócio-econômico. Essa configuração também pode ser chamada de economia compartilhada ou consumo colaborativo.

Ela é construída em volta da ideia de compartilhamento de recursos humanos, físicos e intelectuais. Ela permite que as pessoas tenham acesso a bens e serviços de uma forma solidária.

As pessoas podem estabelecer práticas comerciais sem que haja a compra de um produto ou serviço entre as partes. Eles não fazem uma troca monetária diretamente durante o processo.

A tal economia colaborativa inclui aplicativos como a Uber, Beved e 99. Eles proporcionam o consumo compartilhado de produtos e serviços de diferentes pessoas e empresas.

A ideia é que a palavra comprar fique em desuso! As pessoas não vendem: elas compartilham, trocam, alugam, emprestam entre si.

Assim, se trata de uma troca que dá acesso a bens e serviços através do compartilhamento. Você não está comprando algo, você está tendo acesso a uma experiência e oferecendo algo em troca.

A partir do momento que há o compartilhamento, também há uma diminuição do consumo de recursos naturais. Se torna uma pauta também ecológica, de cuidado com o planeta.

Como funciona a economia colaborativa

economia-colaborativa-como-funciona
É assim que a economia colaborativa muda o mercado.

A economia compartilhada pode aparecer através de diversos modelos de negócio. Basta que haja um compartilhamento de recursos e, geralmente, uma redução no custo em comparação à alternativa tradicional.

Por exemplo, o Airbnb. Esse é um aplicativo que dá acesso a viajantes a uma hospedagem com modelo de cobrança melhor do que hotel.

Ele oferece diferentes opções de imóveis e você escolhe o que melhor atende ao que você precisa. Quem for o proprietário, ganhará menos do que se tivesse um hotel, mas com menos gastos e menor investimento.

Outro exemplo é a Uber. Os tradicionais táxis costumam ter um preço elevado. Os ônibus não levam você do ponto que quiser sair até onde quer chegar. A Uber também compartilha viagens.

Benefícios da economia colaborativa

A economia colaborativa ou compartilhada revoluciona a forma como compramos e vendemos. Muitas pessoas têm acesso a serviços que antes não tinham, por falta de dinheiro.

Quanto tempo você demorava para ir até um lugar durante dia de chuva antes da Uber? Como era pedir comida antes do iFood? Você sabia que até o Waze é um aplicativo de economia compartilhada?

Esse novo sistema está mudando como nos relacionamos com a sociedade. E as consequências positivas vão além do seu próprio bolso. A economia colaborativa é boa para todo mundo.

Vida mais econômica

Desde que a economia colaborativa começou a crescer, as pessoas passaram a ter menos gastos. Nem sempre esses gastos são necessariamente financeiros, claro. A economia também pode ser de tempo.

Você está com os seus amigos se divertindo. Quanto tempo vocês passavam se estressando ao ligar para mil lugares diferentes para descobrir que pizza ou hambúrguer pedir? O Rappi e o Uber Eats reduziram esse tempo.

Com alguns toques, você sabe tudo o que um restaurante oferece: pratos, promoções e preço das bebidas. Também sabe o preço estimado e quanto pagará de entrega. Além dos descontos que o aplicativo dá, claro.

Saúde do planeta

A fabricação de um carro é bem cara. E não estamos falando de recursos financeiros, mas naturais. Você já parou para pensar em toda a poluição que acontece para extrair metal da natureza? E manufaturá-lo em uma peça de carro?

Com a Uber e o 99pop, você pode esquecer completamente de comprar seu próprio possante. Para que gastar com o carro, carteira de motorista e garagem? Manutenção custa caro, limpar também.

Carros podem ser uma dor de cabeça. A economia colaborativa ofereceu o analgésico. Aplicativos de motorista são uma revolução no transporte urbano. Se quiser conhecê-los melhor, se liga neste artigo!

Oportunidade de ganhos

Estamos pensando só em quem paga menos. Mas e que tal pensar em quem ganha mais? Porque tem muita gente ganhando dinheiro graças a esse novo modelo.

Não era fácil alugar a sua casa da praia antigamente. Provavelmente faria isso através de uma imobiliária que ficaria com uma boa parte do dinheiro. Com o Airbnb, a grana é toda sua.

A economia colaborativa permitiu a muitas pessoas o acesso a uma fonte nova de renda. Ela pode ser uma renda extra ou uma nova fonte de renda fixa. Depende da oportunidade e do seu sucesso.

Exemplos de Empresas que cresceram com base nesse conceito

Se formos listar todas as empresas que trabalham com economia colaborativa, ficaríamos com um artigo gigante. Em vez disso, vamos apresentar três das mais importantes.

Afinal, existem várias empresas que as pessoas nem sabem que são oportunidades de economia colaborativa.

Ah, e se quiser um exemplo a mais, lembre-se do consórcio tradicional. Sabe aquele que você vai pagando valores até conseguir uma casa ou um carro? Também é uma forma de economia colaborativa.

Continue a leitura para descobrir três dos maiores players do mercado moderno de economia colaborativa:

Uber

Precisamos apresentar a Uber? A estas alturas, eles já dominaram o mercado de economia colaborativa. Afinal, eles estão atacando em várias áreas e seus serviços se diversificam gradualmente.

O principal serviço da Uber é de ser um aplicativo de transporte urbano. Se locomover de um lado para o outro ficou mais barato e mais rápido com a Uber.

Depois, temos o Uber Eats. Como um iFood, mas com a mesma qualidade de serviço da Uber. O seu cadastro, como trabalhador, é inclusive compartilhado. Você pode levar passageiros e comida.

No futuro, teremos o Uber Works. Servirá para encontrar trabalhadores de meio turno e temporários. De qualquer área!

AirBnb

O serviço de hotelaria ficou bem mais econômico com o AirBnb. Ideal para viajantes, seja a trabalho ou passeando, ele ajuda a localizar quartos para alugar. Seja em hostel, seja em apartamentos.

Esse aplicativo ajudou tanta gente que há quem use o lucro para comprar mais imóveis e continuar alugando. Ele permite que você invista no serviço de hospedagens sem ter que comprar um hotel ou uma pousada.

O hóspede poderá pagar um pouco mais do que em um hotel, dependendo da localização, mas terá menos incomodação. E poderá encontrar um lugar mais adequado conforme as suas preferências.

Kickstarter

Você desenvolve aplicativos? Ou está escrevendo um livro? Lançando quadros? Um jogo, que seja? Seja qual for o seu projeto, você pode utilizar o kickstarter para ajudar.

Essa plataforma serve para que pessoas exponham projetos em que estão trabalhando. Elas estabelecem as metas financeiras para cada estágio e divulgam o projeto.

O público simplesmente pagará como pode para patrocinar você. Em troca, você poderá oferecer alguns brindes e prêmios conforme o valor que foi pago para seu projeto.

Como a Economia Colaborativa está mudando o consumo em vários países?

Vários problemas estão sendo solucionados através da economia colaborativa. Desde no campo artístico até nos problemas de infraestrutura, há uma revolução.

Por exemplo, se você for um quadrinista. E você quer muito lançar um volume do seu personagem. Nenhuma editora reconheceu seu talento ou vê você como um potencial comercial? Sem problemas!

O Kickstarter ajuda você.

E no caso de transporte urbano? Quantas empresas ficam sem funcionários no dia de chuva ou eles chegam completamente desmoralizados? Muito menos hoje em dia graças ao aplicativo da Uber.

Comparativo: Economia Tradicional x Economia Colaborativa

economia-colaborativa-comparativo
Você sabe qual a diferença entre os modelos?

A essas alturas você pode estar se perguntando se vale a pena mesmo o modelo de economia colaborativa. E se o modelo de economia tradicional já não é bom o suficiente.

A verdade é que só o tempo e o mercado dirão. Esse modelo traz vários benefícios, sim, mas ainda podem aparecer problemas. Afinal, esse é um modelo novo de comércio. O que não quer dizer que não podemos refletir para solucioná-los!

Confira a seguir algumas das diferenças do modelo de economia colaborativa para o modelo de economia tradicional:

Burocracia menor

Há muito menos burocracia para se ter acesso aos serviços da economia colaborativa. Quantos passos você tem que passar até conseguir um quarto em um hotel? E estamos contando com a pesquisa e negociação.

E quanto ao transporte? Vários problemas com taxistas e para reclamar, não tem nenhum canal. Um esforço comunitário e burocrático enorme precisaria ser feito para mudar como o táxi funciona hoje.

Conseguir patrocínio para o seu projeto? Sem chance. Preencha diversos formulários para várias empresas diferentes e receba vários nãos. E os investidores nem chegaram a ver a sua ideia…

Maior acesso ao mercado

Qualquer um pode ganhar dinheiro com a economia compartilhada. Você encontra serviço rápido através dos aplicativos como Uber e Rappi, por exemplo.

Se coloque na posição de entregador:

Você teria que ir de porta em porta pedindo para alguém assinar a sua carteira. Agora? Basta ter uma bicicleta e o trabalho irá direto para a sua mão. É só apertar em aceitar entrega.

E alugar uma casa para hóspedes? Apenas através de imobiliária ou com a insegurança de lidar diretamente com o hóspede. Sem qualquer plataforma que auxilie com segurança.

Diversificador no mercado

A popularização do modelo de economia colaborativa apresentou oportunidades novas para empreender.

Qualquer buraco no mercado pode virar um aplicativo de economia colaborativa. Você só precisa ter criatividade.

Há diversas startups que estão vendo essas oportunidades e aplicando os seus esforços. Lembre-se dos exemplos brasileiros, como a Loggi, serviço de motoboy. Ou do PetDriver, transporte focado em pets.

Resumindo, basta você encontrar uma dor ou reclamação comum entre as pessoas. Então, qualquer coisa pode virar um negócio e com um custo menor do que com a abertura de maiores estruturas.

Como surgiu a economia colaborativa?

Os recursos naturais estão acabando. O desemprego também está grande. Muitas pessoas no mercado faz com que todas ganhem pouco.

A partir desses receios, empresários entenderam que era necessário oferecer formas diferentes de consumo e trabalho.

A economia colaborativa surgiu como uma resposta ao modelo tradicional e todas as suas questões deficitárias.

O modelo de economia colaborativa serve não só como um novo método de compra e venda. É uma nova filosofia e um novo comportamento social.

Tendências da economia colaborativa para os próximos anos

A expectativa para os próximos anos é de que o modelo compartilhado seja algo cada vez mais comum na sociedade. As pessoas passarão a usar ainda mais esse tipo de serviço.

Também surgirão novas opções em diversos segmentos para cada buraco de mercado que ficar de fora. E essas opções não precisarão surgir da mão de grandes empresários.

Qualquer um com uma boa ideia que a estruture pode brigar por um espaço nesse mercado.

Conclusão

economia-colaborativa-conclusao
Que tal uma sugestão de investimento?

Você ficou com alguma dúvida de como funciona a economia colaborativa? Porque, se sim, deixe nos comentários. Quanto antes tiveres a resposta, melhor. Ela chegou para ficar!

Porém, nós temos uma pergunta para você: você está querendo ganhar dinheiro com a economia colaborativa?

Se for sim a sua resposta, leia nosso artigo sobre microfranquias! Você conhecerá uma ótima fonte de renda de baixíssimo investimento.

Obrigado pela leitura!

Você também pode gostar de nossos outros artigos:

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Junte-se a mais de 12 mil pessoas