Franquias: o que são? Vale a pena investir? Saiba mais!

Franquias

Franquias: o que são? Vale a pena investir?

Equipe
Escrito por Equipe
Franquias: o que são? Vale a pena investir?
Junte-se a mais de 12 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Franquias são como um atalho para o empreendedorismo. Você abre um ponto de franquia e vende produtos e serviços de uma marca já presente e estruturada no mercado.

O sonho de empreender representa mais de 66% dos brasileiros, segundo a revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios.

No entanto, muitos não sabem por onde começar. Afinal, é preciso conhecimento além de investimento para criar uma empresa do zero.

Abrir o próprio negócio é uma oportunidade interessante. Porém, o risco apresentado ao criar uma empresa nova pode ser enorme.

Além, claro, dos valores que precisarão ser investidos.

É por isso que foi criado o modelo de negócios com franquias. Dessa forma, empresas mais consolidadas e estruturadas no mercado oferecem uma alternativa para novos empreendedores.

Isso é, diminuem o risco como representantes de um marca maior e com o know-how necessário.

O estabelecimento é seu e você aprende a gerenciá-lo ao entrar na rede de franquias. A maior parte dos clientes já ouviu falar da marca: é só questão de avisar que você está por ali.

Isso tudo envolve uma negociação. O franqueado entra com investimentos, como a taxa de franquia e os Royalties. Em troca, recebe o direito de usar o nome da marca e o know-how da empresa.

Nesse artigo você verá:

Boa leitura! 🙂

Como funcionam as franquias

franquias-como-funcionam
Entenda como funcionam as franquias.

As franquias começam com empresas grandes que querem expandir os seus negócios e chegar em potenciais clientes localizados em outros espaços que ela ainda não está.

Para resolver essa questão, ela pode montar uma filial e ter diversos custos de investimento antes de lucrar. Ou pode dar a oportunidade para um empreendedor local ser seu representante.

A franqueadora cobra, geralmente, uma taxa de franquia, royalties e fundo de propaganda. Em troca oferece o know-how, o treinamento de funcionários e o uso da marca para o franqueado.

Por sua vez, o franqueado pode empreender utilizando uma marca já forte e reconhecida pelo mercado. Assim, não precisa investir em fundar uma empresa nova ou prospectar os primeiros clientes.

O franqueado também poderá vender os produtos e serviços dentro de um padrão de qualidade, variedade já conhecidos. Ou seja, trará a marca para consumidores que não podem chegar na empresa franqueadora.

Quem contrata uma franquia deve se manter dentro do padrão de valores, posicionamento e know-how da empresa.

Dessa forma, a identidade da marca é preservada e atende às expectativas dos clientes que a procuram justamente pelos seus padrões.

Taxa de Franquia e outros valores de investimento

Quando se quer entrar em uma rede de franquias, você terá que pagar valores que representam o passaporte de entrada. Por exemplo, o direito de uso de marca e outros benefícios ou necessidades para o funcionamento da empresa.

Há diversas taxas e valores de investimento, que diferem de uma franquia para outra.

Três taxas, no entanto, são as mais comuns. Você deve esperar encontrá-las ao entrar em contato com uma franqueadora e solicitar para entrar na rede. Veja:

Taxa de Franquia

A primeira delas é a taxa de franquia. Ela representa a entrada para a rede, que lhe fornecerá diversos benefícios previstos em contrato.

O valor da taxa de franquia pode variar. Por exemplo, no caso da Acqio, empresa de maquininhas de cartão de débito e crédito, o investimento é de R$ 6.900,00. Já a rede brasileira de fast-food Bob’s pede R$ 80 mil para franquias.

Royalties

A segunda taxa esperada é os Royalties. Trata-se da manutenção do direito de uso, exploração e comercialização de produtos da marca.

É o que você paga em troca de poder continuar usando o nome das franquias, a identidade visual, o logo e outras peças da marca.

Os Royalties não costumam ter um valor fixo. Em vez disso, são cobrados percentuais sobre o faturamento bruto da empresa.

Continuando com nosso exemplo, você paga 6% de Royalties, no caso da lanchonete Bob’s. No caso da Acqio, novos franqueados estão isentos dessa taxa nos primeiros 6 meses. Ou seja, você começa sem pagar nada de Royalties, dando bastante tempo para recuperar o investimento.

Fundo de Propaganda

A terceira e última taxa mais comum no franqueamento é o fundo de propaganda. Ela serve para que a franqueadora faça o marketing, a publicidade e a divulgação da marca.

Esse fundo auxilia a todos os franqueados, visto que é mais econômico um único gerenciamento e gasto com propaganda. Ele também permite manter coerência da comunicação com o posicionamento da empresa.

Algumas franquias, no entanto, não cobram fundo de propaganda. Como no caso a rede de calçados Bibi, as maquininhas de cartão Acqio e a loja de roupas Caverna do Dino.

O que se recebe em troca

No nosso artigo que explica como funciona um sistema de franquias, aprofundamos e detalhamos mais esse assunto.

Porém, há um básico que você deve esperar de uma franqueadora que está disposta a colaborar com os seus franqueados.

Franquias colaborativas ajudam você a galgar no sucesso do empreendimento, enquanto franquias disruptivas atrapalham o seu progresso.

Capacitação e treinamento para você e seus funcionários, por exemplo, é o básico que você deve esperar.

No caso de franquias online e home-based, a preparação vai somente para você. Mas ela deve vir ainda mais elaborada, uma vez que o esforço final de venda deve ser diretamente seu.

A franqueadora precisa treinar os franqueados sobre o próprio produto ou serviço, esse é o know-how pelo qual você pagou.

Algumas empresas ainda vão além e ensinam você a empreender ou técnicas de venda para que você aumente seus resultados.

Marketing bem feito é outro ponto que você deve cobrar da franqueadora, principalmente se ela lhe cobrar fundo de propaganda.

Esse fundo é compartilhado por todos os franqueados, logo o valor final é um montante de tamanho considerável.

Ao assinar o contrato, você concorda em fornecer uma parte do seu faturamento em troca de investimento para ter mais clientes.

O fundo de propaganda deve ser estrategicamente investido e você deve perceber auxílio na conversão de clientes para você.

Assessoria na abertura da empresa. Isso porque que muitos franqueados são empreendedores de primeira viagem e não possuem conhecimento dos processos estratégicos e jurídicos ao dar esse passo.

Pense que você paga por um atalho. Mas esse atalho deve ir em direção do mais próximo de começar a vender que você puder chegar.

Como empreender com franquias

franquias-como-empreender
Como abrir uma franquia é uma dúvida muito comum entre novos empreendedores.

Para sermos didáticos, vamos dividir empreender em franquias em três partes: preparação, contratação e vendas.

Não se trata apenas de chegar para uma empresa, dizer que será um franqueado e no dia seguinte ficar rico.

Cada parte tem seu passo a passo, mesmo que esses passos sejam bem mais curtos do que os que você precisaria dar caso fosse empreender com uma empresa iniciando do zero.

Preparação

O mais importante para entrar nessa área é estudar. Conheça as franquias que você tem disponível dentro do seu orçamento para investir.

Há muitas franquias e sites na internet falando sobre elas. Ensinaremos melhor mais a frente a escolher em qual investir.

Resumindo, você deve ver as opções e quais que cabem no seu investimento. Então, estudar as mais interessantes e coerentes com seu perfil de empreendedor. Finalmente, entrar em contato com o franqueador.

O contato poderá ser feito através da internet ou de eventos como feiras de franquias. Esse contato inicial é apenas para entender melhor o que você tem à disposição ao contratar essa franquia.

Depois de avaliar custo-benefício e mercado, além do potencial de lucro, você deve se candidatar a uma vaga de franqueado.

Contratação

Depois de você se candidatar como franqueado, você será avaliado pelos representantes das franquias às quais você se candidatou.

Essa avaliação é feita para saber se você tem perfil alinhado com os valores e a missão da empresa. Também, se você será capaz de investir e gerir a franquia, entre outros critérios que uma empresa pode ter.

Após a aprovação, haverá provavelmente uma reunião entre as partes para definir os ajustes finais da contratação.

Nesse momento, você receberá uma cópia da COF (Circular de Oferta sobre Franquia) e o contrato.

Esses documentos devem dizer todo o estatuto da empresa. Além, claro, das obrigações entre as partes: o que você está pagando e recebendo em troca. Entre outras informações, como o know-how da empresa.

Então, você receberá a assistência para começar a empreender. Isso podo incluir montar o ponto ou site de vendas, aprender sobre o posicionamento da empresa e outras informações importantes para o começo.

É quando você também receberá a capacitação.

Vendas

Mesmo que uma empresa franqueadora forneça inúmeros cursos de capacitação em empreendedorismo e vendas, ela não fará tudo por você.

O momento de gerir e vender é quando você entra com o seu próprio esforço. Agora, você se torna um empreendedor de sucesso a partir do seu próprio ímpeto.

Você estuda, aplica o conhecimento e coloca em prática a sua capacidade de vendas.

Escolhendo entre as franquias

franquias-escolhendo
Saiba como escolher a melhor franquia!

Existem várias maneiras de ter conhecimento de franquias e microfranquias em que você pode investir.

Nós da Viver de Maquininha escrevemos um Guia das Melhores Franquias para Investir em 2019. E esse é um dos jeitos de aprender a escolher uma franquia.

As opções que você terá podem ser conferidas seguindo estas dicas que preparamos:

Feiras de Franquias

Pelo país, há diversas feiras em que você pode conferir e conhecer de microfranquias a franquias grandes, de estrutura internacional.

Essas são as Feiras de Franquias, que podem ter simplesmente conversas presenciais com os representantes de cada marca.

Elas também podem incluir apresentações com palestras, mesas redondas e workshops. Algumas trazem até debates sobre empreendedorismo e o futuro do mercado de franquias.

Elas ocorrem em diversas regiões e diversos momentos do ano. Muitas delas são apoiadas pela Associação Brasileira de Franquias, a ABF.

Perfil ABF das 50 maiores franquias no Brasil

Anualmente, a ABF apresenta um ranking com as 50 franquias com mais franqueados em território nacional e comenta a evolução de cada empresa.

Os valores de investimento inicial de cada franquia variam bastante. E, mesmo entre as maiores, você pode encontrar franqueadoras que pedem menos de R$ 10 mil para começar.

Esse ranking apresenta tanto empresas brasileiras quanto empresas estrangeiras com pontos de franquia no Brasil. Por isso, montamos um Top 20 de Franquias de Sucesso no Brasil, com as franqueadoras brasileiras que atingiram o ranking.

Microfranquias

Essas são as empresas franqueadoras que oferecem a oportunidade de alta lucratividade em troca de baixo investimento. Elas começam com R$ 6 mil e chegam a, no máximo, R$ 90 mil.

São as oportunidades perfeitas para você que está recém começando como empreendedor, mas ainda possui um orçamento baixo.

Ou, caso esteja procurando expandir a sua renda, essa também é uma oportunidade. Dependendo do sistema de microfranquia que você contratar, claro.

Se você tiver disposto a investir entre R$ 6 mil e R$ 25 mil, com oportunidade de retorno sobre o investimento em menos de dez meses, montamos um Top 5 Melhores Microfranquias para Investir Hoje!

Exemplos de franquias baratas e lucrativas

franquias-exemplos
Franquias baratas e lucrativas são aquelas que tem um baixo investimento e trazem um retorno rápido do valor investido.

Franquias baratas e lucrativas, como você pode ver neste artigo, devem responder a três critérios:

  • Baixo investimento inicial;
  • Rápida quitação da taxa inicial;
  • Alto rendimento.

Assim, você pode conferir um ótimo exemplo de franquia de baixo custo e alta lucratividade com a empresa de maquininhas de cartão de débito e crédito Acqio.

O investimento inicial que essa empresa pede é de R$ 6.900,00. O valor pode ser parcelado ou ganhar desconto: R$ 6.210,00 à vista.

Há uma isenção de 6 meses dos Royalties e não há cobrança de fundo de propaganda.

Ao se tornar um franqueado da Acqio, você poderá receber seus rendimentos de duas formas.

A primeira é na venda das maquininhas em si, que você receberá por unidade.

A segunda é na utilização das maquininhas por seus clientes. Você automaticamente recebe um percentual a cada venda feita com a maquininha.

Dessa forma, em quatro meses você já terá recebido todo o valor investido.

O lucro será constante, primeiro de forma ativa, ao vender as maquininhas. E, claro, passiva, quando seus clientes passam o cartão de crédito ou de débito em seus estabelecimentos.

Conclusão

franquias-conclusao
Franquias são ótimas opções para quem quer ter o próprio negócio.

Franquias são um segmento de empreendedorismo em expansão no Brasil, com vários empresários adotando essa estratégia recentemente.

Elas são uma oportunidade para quem quer investir, mas não sabe como. Ou, simplesmente não quer passar pelos primeiros passos de criação de uma empresa, estudar o mercado e arriscar na estreia de uma nova marca.

Qualquer dúvida é só colocar nos comentários!

Para saber mais sobre o assunto, confira nossos outros artigos:

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Junte-se a mais de 12 mil pessoas